Skip to content
Quem

Michael Kahnwald

Aos 44 anos, o artista Michael Kahnwald comete suicídio no sótão de sua casa, sem que ninguém saiba o motivo. Ele deixa sua esposa Hannah, seu filho Jonas, e sua mãe adotiva Ines Kahnwald. Ines pega a carta de adeus escrita por Michael, mesmo sabendo que ela está endereçada a Jonas.

A identidade de Michael

Michael Kahnwald e Mikkel Nielsen são a mesma pessoa. Quando Mikkel desaparece em novembro de 2019, ele viaja no tempo até 1986. As pessoas concluem que ele é uma criança abandonada e o levam para um hospital. A enfermeira Ines Kahnwald cuida dele e acaba adotando o menino e dando a ele o nome de Michael.

Michael não consegue encontrar uma forma de voltar para 2019. O jeito é ficar onde está e começar uma nova vida. Ele estuda por anos as cavernas onde encontrou a passagem para o passado e cria mapas detalhados da região. Após o suicídio de Michael, Jonas encontra os mapas no meio das coisas que o pai havia guardado no sótão.

Spoiler alert
Spoiler

Temporada 2 : Episódio 6

Um dia antes do suicídio

Com a ajuda de Adam, Jonas Kahnwald viaja de 1921 para junho de 2019 na esperança de evitar o suicídio do pai. Ele confronta Michael em casa e implora para que ele não se mate. Michael Kahnwald fica perplexo: ele não tinha a menor intenção de tirar a própria vida. É também a primeira vez que ele ouve falar da tal carta.

Michael também revela que o próprio Jonas o havia levado até a passagem em 4 de novembro de 2019.

Uma Cláudia Tiedemann mais velha chega e explica que as coisas não deveriam ser desfeitas. Ela diz que o papel de Jonas nessa história é muito maior do que ele suspeita. Ela deixa a casa com Jonas, que, chocado, se dá conta de que foi ele que deu a ideia do suicídio ao pai.