Skip to content
Quem

Hannah Kahnwald

Hannah é uma mulher inteligente. Movida pela dor e pela sede de vingança, ela não foge de conspirações. Ela vive um momento difícil: seu marido, Michael, cometeu suicídio e, logo depois, seu filho Jonas foi internado em uma clínica psiquiátrica.

Hannah trabalha como massagista na cidade, inclusive na usina. Ela tem uma relação muito legal com sua sogra, Ines Kahnwald.

Um romance condenado

Na adolescência, Hannah se apaixona por Ulrich Nielsen, mas ele não percebe, até porque já namora Katharina. Quando Hannah os vê fazendo sexo, ela arma um plano: conta ao policial Egon Tiedemann que Ulrich violentou Katharina. Como consequência, Ulrich é detido, e Hannah espalha o boato de que Regina Tiedemann foi a responsável pela denúncia.

Trinta e três anos depois, Hannah e o agora casado Ulrich têm um caso. Quando a relação secreta termina, ela fica furiosa. Katharina descobre e confronta Hannah, que mente novamente dizendo que foi ela que terminou o caso e que Ulrich pretende deixar a esposa.

Chantagem

Hannah guarda um segredo. Na adolescência, ela vê Aleksander Tiedemann enterrando um saco de plástico na floresta. Ela desenterra a sacola e descobre uma arma e um passaporte com outro nome: Boris Niewald. Trinta e três anos depois, Hannah se mune da informação para chantagear Aleksander, pedindo que ele use seu poder como diretor da usina nuclear para arruinar a vida de Ulrich.

Spoiler alert
Spoiler

Temporada 2 : Episódio 2

Uma reunião

No verão de 2020, Hannah chegou ao limite e está pronta para tirar a própria vida com a arma de Aleksander. Todos que ela amava – Ulrich, Michael e Jonas – se foram. De repente, um homem abre a porta de sua casa. É o Desconhecido. Ele consegue convencê-la de que é seu filho Jonas, agora uns trinta anos mais velho. Juntos, eles viajam com a máquina do tempo para 1987 e veem o jovem Mikkel Nielsen com Ines Kahnwald. É assim que Hannah descobre o destino de Ulrich Nielsen.

Spoiler alert
Spoiler

Temporada 2 : Episódio 7

Um novo começo

Jonas fica por uns dias em seu antigo quarto. Enquanto ele dorme, Hannah pega a máquina do tempo e viaja para 1954. Ela se apresenta ao policial Egon Tiedemann como Katharina Nielsen, e diz que talvez o homem detido sob suspeita de assassinato seja seu marido.

Egon a leva até a clínica psiquiátrica onde Ulrich está sob custódia e permite que ela tenha uma rápida conversa a sós com ele. Ela pergunta a Ulrich quem ele escolheria agora: ela ou Katharina. Ulrich declara seu amor por ela e implora para que o tire de lá, mas Hannah não acredita nele. Ela diz a Egon que se confundiu e vai embora.

Quando Egon pergunta a Hannah se ela está de partida para casa, ela diz que perdeu tudo e gostaria de recomeçar a vida.