Skip to content
Quem

Aleksander Tiedemann

Aleksander Tiedemann é o diretor da usina nuclear, o que faz dele um dos homens mais poderosos de Winden. Ele parece sério e confiante, mas esconde segredos. É carinhoso com a mulher, Regina, sobretudo depois de descobrir que ela tem câncer. Juntos, eles têm um filho, Bartosz.

A chegada a Winden

Em novembro de 1986, um jovem com um ferimento à bala corre pela floresta de Winden e testemunha Katharina e Ulrich Nielsen ameaçando Regina Tiedemann. O jovem puxa uma arma e afasta os agressores. Regina fica agradecida e trata do ferimento dele. Em breve, eles se tornam um casal.

Dupla identidade

O jovem está tentando começar uma vida nova em Winden. Ele tem dois passaportes: um com o nome de Aleksander Köhler e outro com o nome de Boris Niewald. Ele enterra o segundo com uma arma na floresta, mas Hannah Kahnwald vê e pega a sacola com o material comprometedor.

Ela espera até 2019 e então o chantageia. Ela exige que o homem, que agora se chama Aleksander Tiedemann, use seu poder em Winden para destruir a vida de Ulrich Nielsen.

Aleksander e os barris amarelos

Aleksander chega a Winden e vai direto para a usina nuclear pedir emprego. Ele se apresenta para a diretora Claudia Tiedemann como um amigo da filha dela. Ela o contrata para um serviço secreto: selar a cavernas abaixo da usina nuclear onde os barris amarelos com lixo atômico estão armazenados.

Trinta e três anos mais tarde, Aleksander é o diretor da usina e está determinado a manter a existência dos barris em segredo – até das investigações de Ulrich Nielsen e Charlotte Doppler. Aleksander é informado das investigações policiais por Wöller. Quando a polícia ameaça vasculhar a usina, ele manda colocar os barris em um caminhão e o deixa em um estacionamento.

Spoiler alert
Spoiler

Temporada 2 : Episódio 7

Nova investigação

O investigador especial Clausen começa a trabalhar no caso das pessoas desaparecidas em Winden e parece dirigir sua atenção para Aleksander Tiedemann. Entre outras coisas, Clausen quer saber porque Aleksander assumiu o sobrenome de Regina quando os dois se casaram. Ao ir até a usina mais uma vez, Clausen leva informações do cartório de Marburg. O investigador descobre que Aleksander é vários centímetros mais alto do que a altura nos registros dos anos 1980s. Clausen o prende com a acusação de falsidade ideológica.

Durante o interrogatório na delegacia, Clausen revela suas verdadeiras intenções. Seu sobrenome era Köhler, e seu irmão Aleksander está desaparecido desde 1986. Clausen recebeu uma carta anônima alguns meses antes, dizendo que ele encontraria em Winden respostas para o caso do seu irmão desaparecido. Ele leva Aleksander preso.